sábado, 15 de agosto de 2009

O SUTRA EM LEMBRANÇA DOS TRÊS RARÍSSIMOS BUDDHA, DHARMA E SANGHA



O SUTRA EM LEMBRANÇA DOS TRÊS RARÍSSIMOS BUDDHA, DHARMA E SANGHA

Homenagem ao Onisciente, o Abençoado Buddha, que é o Tathagata, Arhat, o perfeito e completamente Desperto, abundante em toda sabedoria, que atingiu o Nirvana. Para ele que é possuído dos (três) treinamentos morais, Sugata, que conhece o mundo, Domador de humanos, Líder, Supremo, o Professor de deuses e humanos, o Abençoado Buddha, Tathagata, que é o resultado de méritos, inexaurível, fundamental virtude, adornado com a paciência, a fundação dos tesouros dos méritos, adornado com as (80 físicas) marcas de perfeição, propagando as flores das marcas, completamente, sem defeito. Em vê-lo não há discordância. Com fé eu manifestamente me delicio em devoção, a divina sabedoria que não é superada em esplendor, inconquistável força, o Professor de todos os seres sensíveis, o Pai dos Bodhissatvas, o Rei dos gloriosos seres, o líder daqueles que estão indo para a cidade do Nirvana, imensurável na absoluta sabedoria, inconcebível na coragem, com a fala totalmente purificada, a voz doce, a beleza que nunca cansa de ser contemplada, com incomparável corpo, não manchado de desejo, absolutamente não conspurcado de formas, não misturado com o sem forma, totalmente emancipado das misérias, completo, totalmente emancipado dos Skandhas, não possuído de Dhatus, cujos órgãos dos sentidos são ilimitados e imperturbáveis, todos os nós desatados, totalmente emancipado da existência transmigrante, tendo cruzado o rio, pleno da completa sabedoria divina, morando na divina sabedoria dos Buddhas do passado, aqueles que não mais voltarão, e aqueles que voltarão para a era corrente, não restando em Nirvana, restando em Sunyata, morando naquele lugar de onde se pode ver todos os seres sensíveis; essas são as grandes e puras qualidades dos Abençoados Buddhas.
O Sagrado Dharma é virtuoso no princípio, virtuoso no meio, virtuoso no fim, bom de compreender, bom em palavras, inalterável, inteiramente realizável, completamente puro, inteiramente purificado, o Dharma foi bem expresso pelo Vitorioso, pode ser realmente visto, e não infectado, ininterrupto pelo tempo, totalmente elogiável, e mostra o seu sentido ao vê-lo. Faz os eruditos perceberem o individual Samadhi por suas próprias sabedorias divinas. Bem suportado pelo Vinaya, o Dharma que foi falado pelo abençoado pode certamente liberar, leva em direção à perfeita Iluminação, sem discordância, possuído pelo auto-controle, estável e imóvel.
As Sanghas Mahayana estão bem assentadas, apropriadamente estabelecidas, assentadas corretamente, vivendo harmoniosamente, digna de respeito, digna de adoração, o glorioso campo de méritos, os grandes dedicados (aqueles que dão as esmolas que por toda a virtude de suas doações podem atingir o Nirvana), o objeto das esmolas, que se tornam grande objeto de esmola para sempre.
(Traduzido por SAKYA TSECHEN LING, Strasbourg, France. Trad. R. Samuel)

Nenhum comentário:

Postar um comentário